DISCURSOS GASTRONÔMICOS E MACARRÔNICOS

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

A vovó tinha razão

Vejam como a vida é. O irmão de Ferran Adrià cansou das invenções de espuma e de ser moderno. Albert Adrià, que também é chef, disse que vai abandonar a gastronomia molecular do restaurante El Bulli e “retornar ao conforto, ao conhecido, à comidinha habitual - e fazer a cozinha tradicional reviver.”
Na mesma página da Revista da Semana (de 26/02) havia a notícia de que os apreciadores do bacon estão trazendo-o de volta às mesas. A chef e autora do livro Fat, Jennifer Mclagan, ressaltou ainda que “gordura faz mal quando é industrializada ou ingerida em excesso” e que devemos “aproveitá-la sem culpa.”
Até que enfim voltamos a ser normais. Quer um gostinho de fogão à lenha no feijão? Frite o couro do bacon virado para baixo em um pouco de sua gordura até virar uma pururuca. Depois vem o alho, a cebola, o louro e o próprio feijão cozido. Assim você pode dispensar os cubinhos mágicos, aqueles tabletes “com gosto de.” A melhor cozinha é feita da maneira mais natural e normal possível, nem industrializada e nem virada do avesso. Não é só insistência minha.

4 comentários:

andrea disse...

bom dia, Regina. Falando em mudança, qdo li essa materia http://www1.folha.uol.com.br/folha/comida/ult10005u507747.shtml pareceu oportunismo marketeiro e não de mudança de atitude. Enfim, é só uma contribuição.

Regina Bui disse...

Andrea,
passe o endereço novamente, por favor, parece estar incompleto.
Aguardo curiosa!
bjs

andrea disse...

Regina, segue o link de novo
http://www1.folha.uol.com.br/folha/comida/ult10005u507747.shtml
caso não abra, to mandando tb por email,
bjks

Regina Bui disse...

entendo seu ponto de vista, Andrea. Pode ser uma coisa ou outra, ou ainda, as duas juntas. Obrigada pela contribuição!