DISCURSOS GASTRONÔMICOS E MACARRÔNICOS

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Caldos e risotos...

Nasceram um para o outro. Os tipos de arroz mais usados no Brasil são o arbório, o carnarolli e o vialone nano. Risoto sem caldo não é risoto. Assim como fazer lasanha sem um molho, seja lá qual for. O caldo é a alma do risoto. Porém, devem ser coerentes de acordo com a receita. O risoto é um dos pratos mais complexos que existem, não só pelo desafio do preparo em si, mas o de chegar ao ponto e consistência certos. Esse prato deve ter identidade e o papel do caldo é justamente o de valorizá-lo e enriquecê-lo, tornando-se parceiro dos ingredientes escolhidos. Por exemplo: jamais um risoto de bacalhau poderia ganhar um caldo de camarão ou de frango. Pois é, mas isso acontece por aí. E o pecado de matar um prato assim e não se paga com nenhum tipo de penitência.

Um comentário:

Juliana disse...

que gostoso ter aprendido risoto em suas aulas, Regina!!! Estou praticando, estou praticando!
beijão
Ju