DISCURSOS GASTRONÔMICOS E MACARRÔNICOS

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Super Benvinda

Benvinda, que trabalha em casa, é neta de índio, cabocla forte. Entende de plantação e ervas medicinais como ninguém:
- Pro rim? Que quebra-pedra, que nada! Um bom chá de folhas de pata-de-vaca ou de raiz de feijão andu resolve tudo.
Outro dia me passou uma receita que não faltava no sítio, quando morava com a família no Paraná:
- Refoga a costelinha de porco naquele temperinho básico de azeite, cebola, alho, um tomatinho, uma folha de louro e sal. Quando tiver tudo douradinho, coloca uma tigela de canjica vermelha, "ponhada" de molho no dia anterior, com água e tudo. Deixa cozinhar bem. Depois que destampa a panela o cheiro chega longe...

3 comentários:

Anita disse...

E o cheiro chega do outro lado Atlantico e me tortura por aqui. Assim nao viro vegetariana nunca, gracasadeussss !

Regina Bui disse...

ahahahahhahaha

Eternosprazeres disse...

Oi Regina, viajando pela net, vim parar no seu blog...me interessei, linguagem fácil, cheiro de comida boa...gostei!
Qualquer dia, faça uma visita:
www.eternosprazeres.blogspot.com