DISCURSOS GASTRONÔMICOS E MACARRÔNICOS

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Efeito Ratatouille

Se você assistiu ao filme do ratinho francês vai entender o que vou dizer. Vivi neste último Natal o que chamo de “efeito Ratatouille” depois de provar as rabanadas da mineira Zenólia. Eu explico: sabe aquela cena em que Anton Ego degusta a receita oferecida pelo querido chef Remy? Num segundo, o esnobe crítico de gastronomia se rende às lembranças afetivas da infância através do paladar e do tempero surpreendente do prato. Pois assim me senti na primeira mordida de uma rabanada ainda quente, ali mesmo ao lado do fogão, enquanto Zenólia passava os outros pedaços de pão no leite açucarado. Lembrei-me imediatamente de minha avó Maria, fritando uma a uma e nos chamando (nós, as crianças) para o lanche da tarde. Fantástico foi como os criadores do filme conseguiram demonstrar através dos olhos estatelados de Ego, uma viagem pelas sensações de um sabor especial que ficou armazenado em sua memória. Assim acontece conosco e todo o corpo reage inevitavelmente, diante de uma experiência dessas. Zenólia querida, você tem mãos abençoadas!

3 comentários:

Marília disse...

Hummmm.....Quero provar essas rabanadas !
Na minha família também tem tradição de rabanada...minha avó fazia e me ensinou ( sempre fui a neta mais cheagada à cozinha...) e hoje, a "dona da rabanada" sou eu...rs
Esse ano não pude estar com minha mãe no natal mas ela fez questão de ligar e cobrar as rabanadas !
Beijocas Rê, e obrigada por todas essas lembranças !

Patricia disse...

Re querida,
estamos todas chorando ao ler estas palavras, eu, a Zê ( está quase se afogando, deu pra sentir como ela é , né ? ) e a minha mãe. Acho que deve ser saudades daquela cozinha perfumada e da sua voz doce.
Aí vão as palavras de Zê....
"Estou sem palavras... Vc é, pra mim, uma pessoa especial. É difícil expressar o que estou sentindo.
Tudo que procuro fazer é com carinho e empenho. O sentimento que eu sinto, passo paras as coisas que faço.
Talvez este seja o segredo.
Acho que já disse tudo."

Está difícil controlar as lágrimas da galera. Até Haninha entrou no clima.
Vc faz falta...

regina disse...

Vocês são pessoas queridas que estarão no meu coração para sempre! As lágrimas fazem parte do tempero da vida... Outro segredo é que cada sentimento, cada sensação e cada sabor se eternizem dentro de nós, mesmo quando interrompidos!
Um enorme beijo